07 agosto 2006

Alckmin vincula ataques de SP a momento eleitoral

O candidato do PSDB à Presidência Geraldo Alckmin levantou suspeitas nesta segunda-feira sobre a orientação da nova onda de ataques que atingiu São Paulo e insinuou que a violência tem motivação política.
"É uma coincidência a motivação desses ataques. Não tem a menor lógica. Ladrão quer dinheiro e o menor risco possível. O que que o ladrão ganha dando tiro em posto de gasolina, na polícia, jogando bomba numa vidraça, queimando ônibus? Que é estranho, é estranho. Precisa ser investigado quais são as causas que estão por trás disso", disse Alckmin a jornalistas logo após desembarcar no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, vindo de São Paulo. Para o ex-governador de São Paulo, "é estranho que isso aconteça em época eleitoral", disse, sem citar a que interesse político os bandidos ou a fação criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) estariam servindo.


esta historia dos ataques ja deu no saco!!!!
até quando vão ficar brincando de policia e ladrão e a populção com cara de idiota, grande jogo de empurra empurra....

Um comentário:

Passarim disse...

Keicas,

Os ataques foram anunciados na semana passada: "'teve uma reunião aqui e a ordem é para quebrar tudo,se suspenderem a saida do dia dos pais." Gravada em escuta de celular de preso conversando, digo passando a ordem. O MP paulista anunciou que vai suspender a saida do dia dos pais. Abs.