07 maio 2007


Enéas começou a carreira política lançando-se, em 1989, candidato à Presidência nas primeiras eleições diretas do Brasil, após o período da Ditadura Militar. O seu tempo na propaganda eleitoral gratuita era de apenas 17 segundos, mas o candidato ganhou fama com seu bordão insólito "Meu nome é Enéas" e pela velocidade com que pronunciava seu discurso.

3 comentários:

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Keikas:

eh!eh!... passas em qualquer feira e verás que, normalmente, o maior vigarista é aquele que fala mais rápido.

Um beijo,

Pollyanna Ferreira disse...

Nossa...
gostei da charge, sou muito ligada nisso...
Enéas, grande cara...

Ricardo Rayol disse...

Lamentei e muito sua morte. Uma pena que não tenha morrido de um vírus altamente contagioso modificado geneticamente para exterminar políticos.